PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Facebook se desculpa com família de Totò Riina

22/11/2017 15h15

ROMA, 22 NOV (ANSA) - O Facebook pediu desculpas à família do mafioso Salvatore "Totò" Riina, morto na última sexta-feira (17), aos 87 anos, por apagar mensagens de condolências postadas por usuários.

Na semana passada, parentes do "chefe dos chefes" da Cosa Nostra, a máfia siciliana, haviam acusado a rede social de cancelar postagens de luto pelo falecimento. "Denunciaram em massa a foto de perfil de luto, e o Facebook eliminou a imagem com suas condolências. Alguns se incomodaram com seu luto...", escreveu na sexta-feira Antonino Ciavarello, genro de Riina.

Em entrevista à "Associated Press" nesta quarta (22), um porta-voz da empresa afirmou que as mensagens foram eliminadas "por engano", mas já foram republicadas. Além disso, a rede social se desculpou pelo equívoco.

Ex-chefe do clã dos Corleone, Totò Riina era considerado o mais sanguinário dos mafiosos italianos e promoveu, nos anos 1980, uma guerra pelo comando da Cosa Nostra. Ao instaurar um período de terror na Sicília, mirou também em agentes do Estado, como os juízes antimáfia Giovanni Falcone e Paolo Borsellino, assassinados em atentados a bomba em 1992.

Riina estava encarcerado desde 1993 e cumpria 26 penas de prisão perpétua. Em todo o seu período na cadeia, ele nunca aceitou colaborar com a Justiça nem demonstrou arrependimento. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

Internacional