Manus desaloja à força imigrantes de campo australiano

SÃO PAULO, 23 NOV (ANSA) - A polícia da Papua Nova Guiné iniciou nesta quinta-feira (23) uma operação para desalojar, à força, dezenas de imigrantes que vivem em um polêmico campo australiano na ilha de Manus. Os imigrantes são pessoas que tentaram chegar à Austrália em barcos, mas tiveram seus pedidos de refúgio negados. Com isso, as autoridades australianas enviaram os estrangeiros para polêmicos centros de detenção e alojamentos em outras ilhas do Oceano Pacífico. O centro de detenção de Manus foi fechado em 31 de outubro, após a Justiça da Papua Nova Guiné o considerar "inconstitucional".   

Mesmo assim, os imigrantes se recusaram a abandonar suas barracas e liberar a área, gerando confrontos com os agentes de polícia.   

Uma fotografia divulgada pela ONG australiana "GetUp" mostra a polícia retirando do local o refugiado e jornalista iraniano Behrouz Boochani, porta-voz dos demandantes de asilo.   

De acordo com fontes locais, dezenas de imigrantes foram colocados em ônibus para serem levados à força para outros campos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos