Em Myanmar, Papa pede que bispos católicos superem divisões

YANGON, 29 NOV (ANSA) - Após se reunir com as lideranças budistas de Myanmar, o papa Francisco se encontrou com 22 expoentes do episcopado católico do país e pediu que eles estejam "empenhados em superar as divisões profundamente enraizadas" e que construam "a unidade nacional".   

"Os vossos rebanhos levam ao sinais desse conflito e geraram valorosos testemunhos da fé e das antigas tradições. A unidade que dividimos e celebramos nasce da diversidade, valoriza as diferenças entre as pessoas que são fontes de mútuo enriquecimento e crescimento, e nos convida a ficar juntos, em uma cultura de encontro e de solidariedade", destacou o Pontífice.   

O líder católico se reuniu com os religiosos na catedral de St.   

Mary, onde amanhã (30) ele celebrará uma missa para os jovens como forma de concluir seus três dias de viagem ao país asiático. De lá, ele parte para o país vizinho, Bangladesh.   

Antes de entrar na igreja, Jorge Mario Bergoglio fez um "passeio" com um carro aberto e saudou um padre que estava em uma cadeira de rodas e tirou fotos com um grupo de crianças. Enquanto o sucessor de Bento XVI lia seu discurso, a energia elétrica chegou a cair por alguns segundos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos