Petição exige demissão de ministro francês acusado de estupro

PARIS, 29 JAN (ANSA) - Militantes feministas lançaram um abaixo-assinado para pedir a demissão do ministro de Contas Públicas da França, Gérald Darmanin, 35 anos, que é investigado por estupro.   

A petição é direcionada ao primeiro-ministro do país, Édouard Philippe, e afirma que uma pessoa envolvida em um episódio de violência sexual não pode continuar no governo.   

Além disso, o abaixo-assinado lembra que quatro ministros foram imediatamente tirados de seus cargos quando, em junho passado, surgiram suspeitas de irregularidades envolvendo seus nomes.   

Darmanin é investigado pela Procuradoria de Paris por um suposto estupro ocorrido em 2009, quando ele integrava o partido do ex-presidente Nicolas Sarkozy. A vítima, Sophie Spatz, diz que o hoje ministro exigiu sexo para que ele a ajudasse em um assunto judicial. No ano passado, Darmanin denunciou sua acusadora por "calúnia".   

O caso contra o ministro chegou a ser arquivado, em julho de 2017, porque Spatz não atendera aos chamados dos investigadores, mas acabou reaberto pela Procuradoria de Paris. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos