'Herói' do ataque de Manchester que roubou vítimas é condenado

LONDRES, 30 JAN (ANSA) - Um morador de rua que prestou socorro após o atentado de Manchester, em maio de 2017, e ficou conhecido como um "herói" foi condenado nesta terça-feira (30) a quatro anos e três meses de prisão por ter roubado as vítimas. Chris Parker, de 33 anos, se declarou culpado de duas acusações de roubo e uma de fraude diante de um tribunal no noroeste da Inglaterra. Os episódios ocorreram no dia 22 de maio de 2017, após um suicida explodir uma bomba na Arena Manchester durante o show da cantora norte-americana Ariana Grande. Ao todo, 22 pessoas morreram.   

De acordo com o juiz David Hernández, o réu "não foi o herói que pretendia ser, foi apenas um ladrão". Imagens das câmeras de segurança revelaram Parker circulando entre as vítimas. Conforme considerado pela Promotoria, o homem prestou ajuda, mas "limitada".   

Segundo a imprensa local, o morador de rua roubou a bolsa de uma mulher ferida, cuja neta estava agonizando próximo a ela. Além disso, horas depois ele utilizou o cartão de crédito roubado em um restaurante fast-food. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos