PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Itália prende egípcio suspeito de ser terrorista do EI

27/03/2018 07h28

ROMA, 27 MAR (ANSA) - Os agentes da Divisão de Investigações Gerais e Operações Especiais (Digos) da Polícia da Itália prenderam nesta terça-feira (27 um cidadão egípcio, de 58 anos, suspeito de ser afiliado ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI).   

Na operação, realizada em conjunto com a Guarda de Finanças e coordenada pela Direção Distrital Anti-Máfia de Bari, as autoridades italianas detiveram o homem, que é casado com uma italiana, na sede da associação cultural de Foggia, "Al Dawa", a qual ele era presidente.   

O egípcio ensinava religião para as crianças que frequentava o centro cultural islâmico. Ele estava sendo investigado em decorrência de suas diversas publicações extremistas na internet, que evidenciaram uma suposta ligação com o Estado Islâmico. Ontem (26), a Itália retirou o alerta sobre um possível atentado terrorista no centro histórico de Roma por parte de um cidadão tunisiano, Atef Mathlouthi, de 41 anos.   

O alarme havia sido lançado no último fim de semana, após a embaixada italiana na Tunísia ter recebido uma carta anônima que dizia que Mathlouthi, supostamente ligado ao EI, estaria planejando um ataque na capital italiana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional