Irlandeses votam em referendo por legalizar aborto

ROMA, 26 MAI (ANSA) - Os primeiros resultados do referendo sobre o aborto na Irlanda apontam para uma vitória do "sim" à proposta de flexibilizar a prática em todo o país. Com uma das leis mais restritivas ao aborto em toda a Europa e tradicionalmente católica, a Irlanda foi às urnas ontem (25) em um referendo para alterar a legislação e permitir que mulheres interrompam a gravidez em até 12 semanas ou em casos de gestação perigosa.   

Até o momento, foram apurados 500 mil votos, referentes a sete de 40 circunscrições eleitorais, os quais dão 68% ao "sim" e 31,2% ao "não".   

O primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, afirmou que a vitória no referendo representa uma "revolução silenciosa" que se iniciou nas últimas décadas. Ele prometeu trabalhar para que a nova legislação entre em vigor até o fim deste ano. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos