PUBLICIDADE
Topo

Temer recua e decide adiar reajuste de servidores para 2020

31/08/2018 15h40

SÃO PAULO, 31 AGO (ANSA) - O presidente Michel Temer voltou atrás nesta sexta-feira (31) e retirou do orçamento de 2019 o reajuste dos servidores do Poder Executivo, adiando para 2020.   


A medida foi revelada após uma reunião no Palácio do Planalto nesta tarde, data que coincide com o prazo máximo para que a proposta de Orçamento do próximo ano seja enviada pelo Executivo ao Congresso. Na última quarta-feira(29), o chefe de Estado brasileiro chegou a confirmar que pretendia aumentar os salários em 16,38%, em 2019. Segundo o governo, esta seria uma maneira de igualar a situação dos funcionários do Executivo aos do Judiciário e do Legislativo.   


No entanto, a nova decisão vai gerar uma economia de R$6,9 bilhões, além de ajudar a fechar as contas do Governo Federal no ano que vem, que prevê um déficit de R$139 bilhões, segundo o Ministério do Planejamento.   


Os detalhes sobre a decisão do governo deverão ser conhecidos ainda nesta tarde, quando a pasta anunciar o envio do Orçamento da União de 2019 ao Congresso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.