Conteúdo publicado há 1 mês

Ex-presidente da Argentina Alberto Fernández é denunciado por peculato

O ex-presidente da Argentina Alberto Fernández foi denunciado nesta quinta-feira (29) por ter supostamente participado de uma grande fraude contra o Estado.

De acordo com a denúncia, ela diz respeito à contratação de serviços de seguros para diversas áreas da administração pública.

A origem da denúncia é um decreto do próprio Fernández de 2021, quando estabeleceu que, a partir daquele momento, todas as apólices dos órgãos estatais deveriam ser feitas com a Nación Seguros, braço segurador do banco estatal Banco de la Nación Argentina.

A medida pagou comissões ao novo corretor que giram em torno de US$ 20 milhões por ano e US$ 300 mil mensalmente, aumentando exponencialmente os custos para o erário público e alimentando a suspeita de que o valor seria redistribuído.

A denúncia também mencionou a amizade de Fernández com o então dono da Nación Seguros, Alberto Pagliano, bem como ao fato de um dos agentes revendedores que mais arrecadava comissões ser o marido da secretária pessoal do ex-presidente.

A investigação, segundo a imprensa local, também corre o risco de se espalhar para outros ramos do Estado e poderá também incluir a negociação de enormes seguros para membros das forças de segurança e armadas.

Deixe seu comentário

Só para assinantes