As mulheres que levaram às recapturas do megatraficante 'El Chapo'

Alberto Nájar

Da BBC Mundo, na Cidade do México

  • Montagem BBC Mundo

    Alejandrina Salazar e Emma Coronel, primeira e última mulheres de 'El Chapo'

    Alejandrina Salazar e Emma Coronel, primeira e última mulheres de 'El Chapo'

Quem conhece o traficante mexicano Joaquín "El Chapo" Guzmán, famoso fugitivo recapturado na sexta-feira passada, diz que as mulheres são sua maior fraqueza.

Tanto que as autoridades chegaram nele duas vezes vigiando os movimentos de mulheres ou conhecidas suas, um acompanhamento que acabou rendendo pistas importantes para sua captura.

Em fevereiro de 2014, quando foi recapturado pela primeira vez, "El Chapo" estava com uma de suas mulheres e duas filhas no balneário de Mazatlán, no Estado de Sinaloa.

Na segunda apreensão, na semana passada, os agentes souberam que ele desceria das montanhas onde estava escondido para se encontrar com a família.

E foi uma mulher que, involuntariamente, deu pistas para a localização de ser paradeiro, segundo a procuradora-geral da República Arely Gómez.

Matt Sayles/AP
Atriz mexicana Kate del Castillo participou de entrevista


Trata-se da atriz Kate del Castillo, que tinha sido convidada por "El Chapo" para conversar com ele em seu esconderijo, junto com o ator Sean Penn.

Os dois, mas principalmente del Castillo, eram vigiados permanentemente em suas visitas ao México, de acordo com a mídia local.

Pet delator

Guzmán se casou oficialmente três vezes, mas teve relações com outras mulheres em diferentes momentos.

Segundo a revista mexicana Proceso, "El Chapo" teve 18 filhos com 7 mulheres.

Os casamentos sabidos foram com Alejandrina Salazar, Griselda López Pérez e Emma Coronel.

Com a última, ele teve duas gêmeas, pelas quais, segundo autoridades, nutre uma devoção especial.

O jornalista Carlos Loret de Mola diz que uma das pistas para localizar "El Chapo" foi o animal de estimação das meninas.

Trata-se de um macaco chamado Botas, que viajava em um carro de luxo em Mazatlán quando foi avistado, em outubro passado, por agentes militares em busca de Chapo.

Estes se deram conta de que as filhas de Guzmán estavam por perto, assim como seu pai, que não gosta de ficar muito tempo longe das filhas.

Serviços sexuais

Chapo gostava de mulheres, contratava prostitutas e, pelo visto, cultivava a reputação de bom amante.

Em fevereiro de 2012, quase foi preso quando a polícia chegou a uma mansão no balneário de Los Cabos, Baja California, onde, até poucos minutos antes, Guzmán havia se encontrado com uma prostituta.

Em 2009, o Exército mexicano localizou um gigantesco laboratório de produção de drogas sintéticas na comunidade de Las Trancas, município de Tamazula, Estado de Durango, uma região montanhosa de difícil acesso - e encontrou ali um catálogo com fotos e telefones de contato de prostitutas usadas por Chapo.

Na casa em que ele se escondeu antes de ser recapturado na semana passada, em Los Mochis, os militares encontraram o recibo de uma farmácia, que registrava a compra de vários medicamentos para melhorar o desempenho sexual.

Relações perigosas

A primeiro mulher de "El Chapo" foi Alejandrina Salazar, com quem se casou em 1977.

A família dela era ligada a outro traficante de drogas, Héctor Luis Palma Salazar, "El Güero", sócio de "El Chapo".

É o mesmo caso de sua última parceira, Emma Coronel Aispuro, sobrinha do falecido Ignacio Coronel Villarreal, "El Nacho", operador financeiro do Cartel de Sinaloa.

O casamento de Emma e de Guzmán ocorreu em julho de 2007, na comunidade La Angostura, em Durango.

A mulher, que foi miss da comunidade de Canelas, tinha então 18 anos - e seu marido, 49 (hoje, eles estaria com 58 anos).

Em diferentes momentos, as duas foram envolvidas na perseguição judicial contra seu marido.

Alejandrina foi detida durante horas pela Procuradoria Geral da República para ser interrogada sobre o paradeiro de "El Chapo".

O Departamento do Tesouro dos EUA a incluiu em sua lista de pessoas e empresas com quem é proibido fazer negócios.

E no ano passado, a Promotoria revistou a casa de Emma Coronel em Sinaloa com o mesmo propósito.

Desde então, a mulher obteve amparo judicial para evitar uma possível detenção.

E além de trazer problemas com a Justiça, manter laços de família com Chapo pode trazer ameaças mais sérias.

Um dos filhos dele, Edgar Guzmán Salazar, foi assassinado em maio de 2008 em Culiacán, Sinaloa.

Zulema Hernández, companheira de Chapo dos tempos em que esteve na prisão de segurança máxima de Puente Grande, Jalisco, foi assassinada em dezembro de 2008, segundo autoridades, pelo cartel de Los Zetas, inimigo de "El Chapo".

Zulema esteve presa na mesma prisão - na área de mulheres.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos