Após desistências por atraso, chinesa viaja sozinha em voo com 164 lugares

  • Weibo/Reprodução

Espaço de sobra, serviço personalizado e nada de bebês chorando ou passageiros mal-educados.

Foi o que uma viajante de sorte experimentou na China ao voar de Wuhan para Guangzhou durante o feriado do Ano Novo Chinês.

Por força de atrasos, todos os outros passageiros optaram por um voo anterior, deixando a mulher, identificada apenas pelo sobrenome Zhang, livre para desfrutar a "viagem de estrela de rock".

Ao voar em vez de ir de trem, ela também evitou atrasos que deixaram 100 mil pessoas presas na estação ferroviária de Guangzhou no começo da semana.

Uma forte nevasca paralisou o sistema de transporte na região sul da China. A tempestade de neve coincidiu com os preparativos para o Ano Novo Chinês, quando milhões de moradores aproveitam o feriado prolongado para celebrar o período festivo com familiares.

A neve também causou atrasos em aeroportos na região de Wuhan, afetando o voo CZ2833 de Zhang, pela China Southern Airlines.

A viajante recusou a oferta de um voo anterior e acabou sozinha no voo, de pouco menos de duas horas de duração. Ela registrou imagens da "feliz" experiência no Weibo, o Twitter chinês.

"Eu fiquei tão alegre, foi uma experiência rara e nova. Senti-me como uma estrela de rock", afirmou Zhang à BBC. A passageira recebeu atendimento personalizado - comissárias de bordo registraram suas fotos - e conversou com o piloto.

Sua publicação no Weibo motivou centenas de curtidas, compartilhamentos e comentários.

"Que maneira ótima de voar, você é mesmo muito sortuda para ter tanta hospitalidade, sobretudo em um período tão caótico para viajar", disse um usuário do site.

"Irmã, você é claramente a passageira mais sortuda do mundo - aproveite", disse outro usuário.

Mas houve quem considerasse "muito extravagante" uma companhia aérea voar com apenas um passageiro.

"Dada a época do Ano Novo Chinês, quando milhares de pessoas estão se esmagando tentando voltar para casa, isso não é um desperdício?", ponderou um internauta chinês.

Outra pessoa afirmou que a companhia "deveria apenas ter esperado" por mais passageiros. "Gasto de combustível também", completou.

E o preço da passagem privilegiada? Zhang, que trabalha para uma fabricante de motores, diz estimar o valor em cerca de US$ 181 (R$ 722, pela cotação mais recente).

"Como minha empresa pagou, não sei o preço exato", afirmou a moça de sorte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos