Qual a origem dos nomes das capitais dos países da América Latina?

Muitas capitais levam o nome de santos da Igreja Católica, outras trazem referências indígenas. Em alguns casos, é difícil saber a origem ao certo.

O que se sabe é que a maioria das capitais da América Latina nasceu muito antes das declarações de independência dos países da região. Elas foram palco de diversas histórias e acontecimentos ao longo dos séculos.

A BBC buscou respostas para o significado dos nomes dessas cidades.

BRASÍLIA

Como é possível supor, o nome Brasília deriva de Brasil. A atual capital brasileira, localizada no Centro-Oeste, foi construída durante o governo do presidente Juscelino Kubitschek e inaugurada em 1960.

A cidade foi totalmente planejada, a partir da vontade do governo de transferir a capital para o centro do país - antes a capital era o Rio de Janeiro.

O projeto urbanístico ficou a cargo de Lúcio Costa, que propôs o formato em avião que a cidade tem hoje, com as características "superquadras" e "tesourinhas". E o arquiteto Oscar Niemeyer ficou responsável por desenhar os prédios e monumentos da cidade, como o Palácio do Planalto, os ministérios e o Supremo Tribunal Federal.

Mas o nome "Brasília"- versão em latim de Brasil - surgiu muito antes da construção da cidade. Foi sugerido para designar a capital do país em 1821, por José Bonifácio de Andrada e Silva, um naturalista e político brasileiro, conhecido como "Patriarca da Independência".

ASSUNÇÃO

Assunção é o nome oficial da capital do Paraguai. Mas quando foi fundada, em 1541, recebeu o nome de "A Muito Nobre e Leal Cidade de Nossa Senhora de Santa Maria de Assunção".

A cidade foi batizada por Domingo Martínez de Irala, um conquistador e explorador espanhol que logo se converteu em governador geral da localidade.

Evidentemente, Assunção é uma das cidades da América Latina que devem seu nome à Igreja Católica, religião oficial do Império Espanhol, que colonizou a maior parte dos países do continente americano.

Assunção também é conhecida como a "Mãe das Cidades", porque, durante a conquista espanhola, foi de lá que partiram diversas expedições a diferentes regiões do cone sul, para fundar outras cidades.

BELMOPAN

Belmopan é a capital de Belize, um dos países da América Central e Caribe que ainda têm Elizabeth II, da Inglaterra, como rainha.

É uma das capitais mais jovens da região - foi fundada em 1970. O nome surgiu da combinação das denominações de dois rios do território: o Belize e o Mopan.

Este último faz referência ao grupo indígena que habitava a região.

BOGOTÁ

Também chamada de Santa Fé de Bogotá, Distrito Capital e Bogotá DC, Bogotá é a capital da Colômbia.

Trata-se de outro exemplo de cidade latinoamericana que recebeu vários nomes desde sua fundação, em 1538.

"Bogotá, que significaria algo como fim do vale ou extremidade do campo, era um povoado indígena", explica a Secretaria-Geral da Colômbia em seu site oficial.

A palavra tem origem no vocábulo "Bacatá", próprio do idioma "chibcha", falado pelo povo indígena Muisca, habitante de terras no norte da América do Sul.

Para os Muiscas, Bacatá era o local mais importante de sua civilização. Em 1538, se estabeleceu ali um assentamento militar que foi denominado "Nossa Senhora da Esperança", e em 1540, a coroa espanhola batizou a cidade de Santafé.

Em 1819, depois da independência, a cidade voltou a ter o nome indígena Bogotá, como era denominada antes da chegada dos espanhóis.

BUENOS AIRES

Os conquistadores espanhóis até poderiam ter batizado a capital argentina de Buenos Aires, quando chegaram àquelas terras, em alusão ao ar limpo e puro do local. Mas a história é outra. Buenos Aires passou a se chamar assim por uma devoção católica.

O primeiro nome que a cidade recebeu, ao ser fundada em 1536, foi de "Real de Nossa Senhora Santa Maria do Bom Ar" (Real de Nuestra Señora Santa María del Buen Ayre, em espanhol). O conquistador espanhol Pedro de Mendoza escolheu o nome em homenagem à padroeira católica dos navegantes sevilhanos, a Nossa Senhora do Bom Ar, também conhecida como virgem Bonaira.

Anos depois, em 1580, outro explorador espanhol, Juan de Garay, rebatizou a localidade como Cidade da Trindade. Curiosamente, este foi seu nome oficial até 22 anos atrás, embora tanto estrangeiros quanto argentinos chamassem a capital de Buenos Aires no dia-a-dia.

"Nunca ninguém se preocupou em mudar o nome, até que, em 1996, foi instituído oficialmente o nome atual de Cidade Autônoma de Buenos Aires", conta à BBC Diego Zigiotto, jornalista e autor do livro "As mil e uma curiosidades de Buenos Aires".

CARACAS

O nome oficial da capital venezuelana, na verdade, é Santiago de León de Caracas. A cidade foi fundada em 1567, nas mãos do conquistador espanhol Diego de Losada.

Várias teorias explicam o nome da capital da Venezuela. Não se discute que Santiago provém do apóstolo da Igreja Católica (Tiago, em português), e que León é uma homenagem a um dos governadores da província - Pedro Ponce de León y Riquelme.

Mas dizem que Caracas surgiu de uma homenagem às tribos indígenas que habitavam aquelas terras, chamadas de "O Vale dos Caracas".

Outra hipótese é que o nome Caracas deriva de uma erva com flor, comum nos campos da região, a que os nativos chamavam de Caraca.

GUATEMALA

País e capital são chamados do mesmo nome - Guatemala. Na verdade, a capital carrega, oficialmente, o nome de "Nova Guatemala de Assunção", desde sua fundação pelos espanhóis em 1776.

Guatemala deriva de Quauhtemallan, da língua náuatle, que significa: "Lugar arborizado, acumulação de madeira ou terra de águias", conforme o dicionário Oxford.

HAVANA

A atual capital de Cuba foi fundada em 1519 com o nome de Vila de São Cristóvão de Havana.

São Cristóvão é referência ao santo eleito como padroeiro da cidade. Já a palavra Havana foi escolhida para compor o nome da cidade, porque assim se chamavam os primeiros assentamentos no território, segundo uma publicação do portal EcuRed.

Mas há muitas teorias para a origem do nome Havana. A mais conhecida é que ele deriva de um cacique indígena taíno chamado Habaguanex.

LIMA

A capital da República do Peru é Lima, fundada em 1535. Uma das teorias sobre a origem do nome é que ele provém da palavra indígena quechua Limaq.

O significado da palavra é: "aquele que fala" ou "aquele que tem a capacidade de falar".

Segundo um texto publicado pelo linguista Rodolfo Cerrón-Palomino, no site da Pontifícia Universidade Católica do Peru, a palavra não se refere aos habitantes da cidade, mas sim ao rio Rimac, conhecido como "o rio falante".

O curso do rio arrasta pedras e gera um som parecido com um balbuciar.

MANÁGUA

Manágua é a capital da Nicarágua desde 1852. Segundo algumas teorias, o nome tem origem na palavra "Mana-huac-c", do idioma náuatle, que significa "onde há água". A cidade fica às margens do lago Xolotlán, por isso teria sido denominada assim.

Outra teoria argumenta que a palavra Manágua vem das Antilhas e que "ma" significa "grande", "ana" seria "flor" e "guá" significa "esta".

Portanto, Manágua quer dizer "Esta grande flor", diz o engenheiro nicaraguense Alfonso Valle, num artigo publicado no site da prefeitura da capital da Nicarágua.

MÉXICO

A Cidade do México, capital do México, nem sempre se chamou assim. O nome foi dado pelo conquistador espanhol Hernán Cortés, que substituiu a denominação original de "México-Tenochtitlán", em 1535.

A capital manteve esse nome até 1970, quando passou a se chamar oficialmente Distrito Federal. Mas, em 2016, voltou a ter o nome de Cidade do México.

México é a tradução e simplificação em espanhol da palavra Metztlixihtlico, nome que os astecas davam à sua capital. Significa "o centro da lua", sendo que "metztli" quer dizer lua, "xictli" significa centro, e "co", lugar.

Mas algumas teorias afirmam que o verdadeiro significado de México é "o umbigo da lua".

MONTEVIDÉU

A capital do Uruguai, Montevidéu, foi fundada em 1726. Existem múltiplas teorias para este nome. Algumas dizem que a palavra apareceu primeiro nos mapas espanhóis como "Monte VI D. E-O", que significaria o "sexto monte de Leste a Oeste".

Isto porque era assim que a região era vista ao se navegar pela costa do Rio da Prata, conforme a jornalista da BBC Mundo Ana País, no seu artigo "O Montevidéu de Minnesota: a estranha experiência de visitar o povoado dos Estados Unidos que tem o nome da capital do Uruguai".

Outros opinam que, ao ver a colina, um vigia que navegava junto com o explorador português Fernando de Magalhães gritou: "Monte vide eu", o que seria "Eu vi um morro", em uma mistura de latim, grego e português.

PANAMÁ

País e capital compartilham o mesmo nome, que tem várias interpretações. A palavra Panamá viria dos povos que habitavam essa região na América Central.

Algumas teorias dizem que seu significado é "abundância de peixes e mariposas". Outros investigadores dizem que seria o nome de uma árvore chamada Panamá, que os indígenas usavam como local para reuniões.

Uma terceira teoria sustenta que Panamá vem da frase "panna mai", da língua indígena cuna, que significa "mais para lá".

A cidade foi fundada em 1519 com o nome de Nossa Senhora de Assunção do Panamá.

PORTO PRÍNCIPE

É a capital do Haiti, localizado na América Central. Acredita-se que a cidade tem o nome de um barco, "O Príncipe", cujo capitão era Saint-André, que chegou àquelas terras em 1706.

Mas a capital só recebeu o nome de Porto Príncipe em 1749, quando foi fundada pelos franceses.

QUITO

Embora todos conheçam a capital do Equador simplesmente como Quito, o nome oficial é São Francisco de Quito.

Não se sabe ao certo qual a origem desse nome, "porque a maioria das teorias parecem ser lendas", destaca um artigo do jornal equatoriano El Telégrafo.

A teoria mais aceita é a de que Quito se origina da língua chibcha, dos aborígenes Quitu-Cara, habitantes da zona Pichincha, no Equador. A palavra "quitu" significa "lugar ou área no centro do mundo".

A cidade foi fundada em 1534, sob o domínio do conquistador espanhol Diego de Almagro, que deu a ela o nome de São Francisco de Quito em homenagem ao santo padroeiro da cidade.

SAN SALVADOR

É a capital de El Salvador, na América Central. O nome da cidade também tem uma conexão forte com a Igreja Católica.

Está ligado à festividade do Santíssimo Salvador, criada em 1457 pela Igreja Católica Apostólica Romana para celebrar a vitória dos exércitos cristãos sobre as forças do conquistador turco-otomano Mehmed II, em 1456.

Em 1525, Pedro de Alvarado, conquistador espanhol, ordenou que as terras que hoje compõem a capital de El Salvador se fundissem em um vilarejo com o nome de San Salvador, para controlar melhor os habitantes do lugar.

SAN JOSÉ

É como é chamada a capital da Costa Rica desde 1813. Antes, a cidade era conhecida como "A Boca do Monte" ou "Vila Nova de San José".

A data de fundação da cidade é amplamente debatida. Oficialmente, a Academia de Geografia e História de Costa Rica concordou, em 1951, que a fundação teria ocorrido em 1737, porque naquele ano foi nomeada a primeira autoridade local, segundo destaca o jornal La Nación de Costa Rica.

O nome San José corresponde ao santo católico que foi designado como padroeiro da cidade dem 1737.

SAN JUAN

É a capital da ilha caribenha de Porto Rico. Mas tanto o nome da capital quanto o da ilha foram modificados ao longo do tempo.

Quando os exploradores espanhóis chegaram à ilha em 1493, Cristóvão Colombo a batizou de San Juan Batista, em homenagem ao santo católico.

Tempos depois, o conquistador espanhol Juan Ponce de León deu o nome de Porto Rico à região que hoje corresponde a capital. Com o passar do tempo, os nomes se inverteram, e a capital passou a se chamar San Juan.

SANTIAGO

É a capital do Chile, também conhecida como Santiago do Chile. Quando a cidade foi fundada, em 1541, foi batizada de Santiago do Novo Extremo pelo conquistador espanhol Pedro de Valdivia.

É que Valdivia era de Extremadura, na Espanha. E "Santiago" foi escolhido em homenagem ao apóstolo que também é padroeiro da Espanha.

SANTO DOMINGO

Santo Domingo é o nome oficial da capital da República Dominicana, país caribenho que, junto com o Haiti, forma a ilha La Espanhola.

A cidade foi fundada em 1498, sob o controle de Bartomoleo Colombo, irmão de Cristóvão Colombo, e se tornou o primeiro assentamento europeu na América.

Uma teoria atribui o nome ao fundador da ordem católica conhecida como "domínicos" ou "dominicanos", que chegou à América para evangelizar os indígenas, conforme o jornal diário Livro da República Dominicana.

Outra tese é a de que o nome República Dominicana é uma homenagem ao pai dos Colombo, que se chamava Dominico.

De 1936 a 1961, durante o governo de Rafael Leónidas Trujillo Molina, Santo Domingo mudou temporariamente de nome para a Cidade Trujillo.

SUCRE

Sucre é a capital histórica e constitucional da Bolívia, embora a cidade de La Paz seja a sede do Poder Executivo e do Legislativo.

Ela recebeu este nome em 1839, em homenagem ao revolucionário venezuelano Antonio José de Sucre - figura-chave da independência da América espanhola.

Sucre nem sempre foi o nome da capital boliviana, que já foi chamada oficialmente de Choquechaca, La Plata, Chuquisaca, La Ilustre e Heróica Sucre.

A cidade também já teve "sobrenomes", como "A cidade branca", "A velha", e "A culta".

TEGUCIGALPA

É a capital de Honduras, na América Central. A maior parte das teorias sugere que o nome da cidade deriva do idioma náuatle, mas vários historiadores e escritores oferecem diferentes explicações para seu significado.

Segundo o jornal diário La Tribuna de Honduras, as diferentes interpretações que existem em torno da palavra apontam para descrições de lugares e personagens, como o "senhor dos palácios reais", "lugar de residência dos nobres", "lugar de pedras pintadas", etc.

A cidade foi fundada em 1578 pelos espanhóis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos