Inglaterra empata sem gols com a Eslováquia

Seleção inglesa decepciona, não consegue furar a retranca eslovaca e vê seu vizinho, País de Gales, terminar na liderança do Grupo B. Sede da próxima Copa do Mundo, a Rússia tem participação melancólica na Eurocopa 2016.

Com a clara proposta de não deixar a Inglaterra jogar, a Eslováquia conquistou um empate sem gols, nesta segunda-feira (20/06), em Saint-Étienne. Com o resultado, os ingleses terminam a fase de grupos apenas em segundo lugar, atrás dos vizinhos do País de Gales, que derrotaram a Rússia por 3 a 0. Os eslovacos têm boas chances de conquistar uma das quatro vagas destinadas aos terceiros colocados.

Seja para poupar (Wayne Rooney e os laterais Danny Rose e Kyle Walker) ou por insatisfação com a produção ofensiva (Raheem Sterling e Harry Kane), o treinador do English Team, Roy Hodgson, efetuou algumas mudanças na escalação: entre elas as entradas de Daniel Sturridge e Jamie Vardy, que foi campeão inglês pelo Leicester City e tinha seu nome exigido no time titular pela opinião pública inglesa.

Vardy começou "on fire"

A torcida da Inglaterra tem um canto para o atacante do Leicester City: "Vardy is on fire, your defence is terrified" (Vardy está com tudo, sua defesa está aterrorizada, em tradução livre), no ritmo do sucesso "Freed from Desire", da cantora italiana Gala Rizzatto.

E exatamente desta forma o único campeão inglês no elenco da Eurocopa começou a partida. Primeiro contato na bola, primeiro arremate à baliza eslovaca. O English Team soube construir os espaços necessários para aproveitar a aceleração e a velocidade do atacante. Aos 17 minutos, Vardy ganhou na corrida de Martin Skrtel e fioua frente a frente com o goleiro Matus Kozacik, que fechou bem o ângulo e mantém o placar em branco.

Sabendo que o País de Gales ia derrotando a Rússia e, consequentemente, estava assumindo a liderança do Grupo B, a Inglaterra aumentou seu volume de jogo, principalmente com as subidas pela direita de Jordan Henderson e Nathaniel Clyne. Num destes cruzamentos, aos 32 minutos, Kozacik efetuou grande defesa em finalização de Adam Lallana.

A Eslováquia se segurava como dava. Numa clara postura defensiva, mostrando-se satisfeita com o empate que colocaria na conta quatro pontos, e a provável classificação à próxima fase, os eslovacos congestionaram a entrada da área e paravam, quando necessários, os ataques ingleses com faltas. Goleiro inglês Joe Hart foi um mero espectador na partida.

O início da segunda etapa proporcionou duas excepcionais oportunidades: uma para cada seleção. Aos 7 minutos, Chris Smalling tentou recuar de peito a bola para Hart. O passe, porém, saiu curto, e Robert Mak quase aproveitou. No contra-ataque, Clyne, dentro da pequena área, tinha Vardy na segunda trave, mas preferiu finalizar: por cima da meta eslovaca.

A partida cresceu em movimentação e em finalizações, principalmente pelo lado inglês, após as entradas de Wayne Rooney e Harry Kane. O predomínio da Inglaterra na partida pode ser contextualizado com números: 11 a 0 em escanteios e 23 a 4 em tentativas a gol. Mas de nada adiantou e o mais importante faltou: gols. A Inglaterra ficou no 0 a 0 com a Eslováquia e, com a segunda colocação, aguarda agora o segundo colocado do Grupo F, que conta com Portugal, Áustria, Hungria e Islândia.

País de Gales na liderança do Grupo B

Na outra partida válida pelo Grupo B, em Toulouse, o País de Gales dominou e derrotou a Rússia por 3 a 0, com gols de Aaron Ramsey, Neil Taylor e Gareth Bale. Logo em sua estreia numa Eurocopa, os galeses terminam a fase de grupos na primeira colocação. E logo na frente de seu poderoso vizinho, a Inglaterra.

A Rússia encerrou sua decepcionante participação nesta Eurocopa. Sede da próxima Copa do Mundo, a Rússia somou apenas um ponto, com o empate contra a Inglaterra, e perdeu as duas partidas para Eslováquia e País de Gales, no papel, seleções de menor tradição e qualidade técnica.

Ficha técnica

Eslováquia 0 x 0 Inglaterra

Local: Stade Geoffroy Guichard, Saint-Étienne

Arbitragem: Carlos Velasco Carballo (Espanha) auxiliado por seus compatriotas Roberto Alonso e Juan Yuste.

Cartões amarelos: Viktor Pecovsky (23'/1T), Ryan Bertrand (6'/2T)

Eslováquia: Matus Kozacik; Peter Pekarik, Martin Skrtel, Jan Durica e Tomas Hubocan; Viktor Pecovsky (Norbert Gyomber 22'/2T), Juraj Kucka, Marek Hamsik, Robert Mak e Vladimir Weiss (Milan Skriniar 33'/2T); Ondrej Duda (Dusan Svento 12'/2T). Técnico: Jan Kozak.

Inglaterra: Joe Hart; Nathaniel Clyne, Gary Cahill, Chris Smalling e Ryan Bertrand; Jordan Henderson, Erid Dier e Jack Wilshere (Wayne Rooney 11'/2T); Adam Lallana (Dele Alli 15'/2T), Daniel Sturridge (Harry Kane 30'/2T) e Jamie Vardy. Técnico: Roy Hodgson.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos