Após Brexit, Espanha quer soberania partilhada de Gibraltar

Ministro espanhol do Exterior reivindica território britânico no sul da Península Ibérica e torce por "uma bandeira da Espanha" na região. Maioria esmagadora em Gibraltar votou pela permanência do Reino Unido na UE.

Diante do resultado do referendo que decidiu pela saída do Reino Unido da União Europeia (UE), a Espanha clamou nesta sexta-feira (24/06) por uma participação no governo do enclave britânico de Gibraltar, que continuaria, assim, a ter acesso ao mercado único da UE mesmo após o Brexit.

De acordo com o ministro espanhol do Exterior, José Manuel García-Margallo, o referendo mudou completamente as perspectivas para o futuro da região, que fica na costa sul da Espanha. Por isso, Madri buscará por negociações bilaterais a fim de uma "soberania partilhada" da península.

"É uma mudança completa de perspectiva que abre novas possibilidades em Gibraltar e que não eram vistas há muito tempo. Espero que a fórmula da soberania partilhada - para ser claro, a bandeira da Espanha na região - esteja muito mais perto do que antes", ressaltou o ministro.

Segundo García-Margallo, a intervenção teria um tempo determinado, apenas até que Gibraltar se reconstituísse. Durante o período de transição, os habitantes da região poderiam conservar a nacionalidade britânica, se assim desejarem, e um regime fiscal particular, acrescentou o político.

Por outro lado, o ministro-chefe de Gibraltar, Fabian Picardo, rechaçou a proposta, afirmando que o território "nunca será espanhol, nem em parte nem totalmente". O político declarou estar "convencido" de que, apesar do Brexit, "não haverá negociações sobre a soberania" da região.

Em discurso no Parlamento de Gibraltar nesta sexta-feira, Picardo acrescentou que "os trabalhadores estrangeiros continuarão sendo recebidos" na península e que "nada vai ser um obstáculo no futuro".

Conhecida como "o rochedo", Gibraltar é um território britânico ultramarino localizado no extremo sul da Espanha. Com cerca de 30 mil habitantes, a região vem sido ponto de discórdia entre Londres e Madri, que quer de volta a soberania do território após cedê-lo ao Reino Unido em 1713.

No referendo desta quinta-feira, uma maioria esmagadora em Gibraltar (quase 96% dos eleitores) votou pela permanência do Reino Unido na União Europeia.

EK/afp/efe/lusa/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos