Checkpoint Berlim: A misteriosa doença dos esquilos berlinenses

Clarissa Neher

Morte de jovens esquilos na capital alemã intrigava pesquisadores. Animais tinham sinais de infecções graves nas patas e orelhas. Recentemente o mistério foi solucionado e o vírus de uma velha doença foi descoberto.Nos últimos anos, esquilos vermelhos começaram a aparecer mortos em Berlim. Alguns doentes foram levados para o Centro de Ajuda para Esquilos da cidade. Todos tinham sinais de infecções graves nas patas e orelhas. Devido aos machucados, os animais não conseguiam mais se segurar e subir em árvores. Além disso, as lesões provocavam fortes dores, que podiam levar à morte.

A misteriosa doença que atingia somente esquilos jovens intrigava pesquisadores. Suspeita-se que as infecções fossem causadas por uma bactéria. No decorrer da investigação sobre o caso, no entanto, a hipótese se revelou errada.

Leia mais: Checkpoint Berlim: O fenômeno das "lebres comunistas"



Na busca pela causa da doença, pesquisadores do Instituto Leibniz para Pesquisa em Animais Silvestres e de Zoológico, em parceria com o Instituto Robert Koch, descobriram um novo vírus, pertencente à família da varíola.

Segundo os pesquisadores, o agente infeccioso que ataca os esquilos é muito parecido com o que causa a varíola bovina. Ainda não se sabe sua origem e forma de contágio. Os biólogos acreditam que ele seja transmitido pelo contato. Também não existe remédio para combatê-lo, os animais doentes precisam de cuidados intensivos e o corpo tem que lutar sozinho.

Ao anunciar a descoberta, os pesquisadores ressaltam que cerca de dez esquilos morrem por ano da doença, portanto o vírus ataca poucos animais e não há uma epidemia. Também descartam, por enquanto, sua transmissão a humanos.

A espécie da varíola que contagia humanos foi erradicada no início da década de 1980. Estima-se que a doença tenha causado cerca de 300 milhões de mortes somente no século 20.

Em Berlim, como somente jovens esquilos foram encontrados doentes, os pesquisadores pretendem agora investigar se os adultos possuem imunidade ao vírus e se ele está atacando a espécie em outras regiões do planeta.

Clarissa Neher é jornalista freelancer na DW Brasil e mora desde 2008 na capital alemã. Na coluna Checkpoint Berlim, publicada às segundas-feiras, escreve sobre a cidade que já não é mais tão pobre, mas continua sexy.

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos