Grupo de 400 imigrantes resgatados no Mediterrâneo chega a porto na Itália

Roma, 30 jan (EFE).- Um grupo de 400 pessoas resgatadas nas últimas horas no Mar Mediterrâneo chegou neste sábado ao porto de Taranto, no sul da Itália, junto com os corpos de seis imigrantes que foram encontrados em uma embarcação que tinha começado a naufragar na última quinta-feira.

O comandante do navio Aliseo, Giovanni Tongiorgi, responsável pelo resgate, confirmou à imprensa local que a maior parte dos 400 imigrantes é de origem africana. Entre eles há mulheres grávidas, embora o número exato não tenha sido informado.

Além disso, Tongiorgi disse que os seis corpos foram encontrados em uma embarcação que tinha começado a afundar quando a Marinha iniciou os trabalhos de resgate.

"O bote inflável no qual eles navegavam tinha começado a afundar, estavam à deriva e, possivelmente, algumas das pessoas que estavam a bordo caíram na água. Segundo os depoimentos dos sobreviventes, há cerca de 20 desaparecidos no mar, mas ainda precisamos verificar essas informações", disse o comandante.

Os sobreviventes serão avaliados por médicos nas próximas horas e depois levados a diferentes centros de amparo do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos