Julgamento da irmã do rei Felipe VI é retomado na Espanha

Palma de Mallorca (Espanha), 9 fev (EFE).- O julgamento da irmã mais nova do rei Felipe VI, Cristina de Borbón, e de outros 17 acusados em um caso de corrupção foi retomado nesta terça-feira na cidade espanhola de Palma de Mallorca, nas ilhas Baleares.

A audiência, que começou às 9h15 local (6h15, em Brasília), ocorre depois que a Justiça decidiu em 29 de janeiro manter as denúncias apresentadas pela acusação popular, representada pelo grupo Manos Limpias e que reivindica para a infanta oito anos de prisão e uma multa de dois milhões de euros.

Cristina de Borbón é acusada de cooperar em dois delitos fiscais relacionados com o desvio de mais de 6 milhões de euros de fundos públicos ao Instituto Nóos, entidade presidida por seu marido Iñaki Urdangarin, também processado, entre 2004 e 2006.

O julgamento do conhecido caso Nóos começou em 11 de janeiro e prossegue hoje com o depoimento dos acusados perante um tribunal de Palma de Mallorca.

Os advogados da irmã do rei tinham pedido a rejeição da acusação, com o argumento de que não era feita nem pela Promotoria Anticorrupção e nem pela advocacia do Estado, que representa a Fazenda Pública como prejudicada no suposto fraude fiscal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos