Queda de projéteis em Aleppo mata pelo menos sete civis

Beirute, 24 fev (EFE).- Pelo menos sete civis morreram nesta quarta-feira e outros 14 ficaram feridos pela queda de projéteis disparados por facções armadas islâmicas em zonas sob o controle das autoridades em Aleppo, a maior cidade do norte da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG precisou que os projéteis caíram no bairro de Al Yamilia e nos arredores da praça de Saadalá al Jabouri, em mãos dos soldados governamentais.

Os grupos armados opositores também tiveram como alvo concentrações de seus oponentes na cidade de Al Tamura, na periferia setentrional de Aleppo.

Enquanto isso, no sudeste da província homônima, continuam os combates intensos entre o Exército e seus aliados e a organização terrorista Estado Islâmico (EI), depois que os jihadistas arrebataram ontem dos soldados o domínio da estratégica cidade de Khanaser.

Esta cidade é importante porque fica junto à estrada que une os distritos em poder do regime de Aleppo com partes do centro e o oeste da Síria, também sob seu controle.

O Observatório destacou que nas últimas 24 horas pelo menos 20 combatentes do EI perderam a vida por bombardeios de supostos aviões da Rússia, aliada do governo de Damasco, contra Khanaser.

A violência aumentou em Aleppo desde 1 de fevereiro, quando o Exército iniciou uma ofensiva na metade setentrional da província contra o Frente al Nusra, filial da Al Qaeda na Síria, e seus aliados.

As Forças Armadas também enfrentam no leste de Aleppo o EI, que tem o domínio de várias localidades.

O EI e a Frente al Nusra ficaram fora do acordo anunciado pela Rússia e EUA para um cessar-fogo entre o regime e a oposição, que está previsto que comece em 27 de fevereiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos