Caixa-preta de avião que caiu na Rússia é localizada

Em Moscou

As autoridades russas já localizaram uma das duas caixas-pretas do avião da companhia aérea FlyDubai que caiu na madrugada deste sábado (19) no aeroporto de Rostov-on-Don, no sul da Rússia, e causou a morte de 62 pessoas. "Continuam as buscas pela segunda", informou aos veículos de imprensa russos o porta-voz do CI (Comitê de Instrução) da Rússia.

Os serviços de resgate trabalham na coleta dos restos mortais dos 55 passageiros e dos sete tripulantes que morreram na tragédia. 

"O avião ficou em pedaços. Neste momento, equipes estão trabalhando na localização dos destroços do Boeing e dos fragmentos e corpos humanos", revelou à agência russa "Interfax" uma fonte nos serviços de emergência. A maior parte dos restos mortais, acrescentou essa fonte, "estão espalhados em um raio de 200 metros em torno do local do acidente".

Apesar de as primeiras informações indicarem o mau tempo como a causa mais provável do acidente, os investigadores do CI trabalham com todas as versões possíveis, "entre elas um erro da tripulação do avião, uma falha da aeronave e as condições meteorológicas ruins", afirmou Markin.

Queda brusca

Além disso, o serviço internacional "Flightradar24", que se dedica ao acompanhamento de voos no mundo todo, informou que o Boeing 737-800 da FlyDubai "ganhou altitude após se posicionar para sua segunda aterrissagem e, em seguida, começou a cair bruscamente a uma velocidade de 21 mil pés por minuto (106 metros por segundo)".

Por enquanto, se confirmou que o voo FZ 981 sofreu o acidente durante sua segunda tentativa de aterrissagem e em condições de muito pouca visibilidade devido a um denso nevoeiro, à chuva incessante e a um forte vento lateral, com rajadas de até 70 km/h.

Alguns especialistas russos já apontaram o piloto como suposto responsável pela tragédia por proceder com a aterrissagem em condições meteorológicas que aconselhavam desviar o avião para outro aeroporto.

De fato, um voo da companhia russa Aeroflot desistiu de aterrissar em Rostov-on-Don, pouco antes do acidente, após três tentativas fracassadas.

Entre os 55 passageiros mortos havia 44 cidadãos russos, oito ucranianos, dois indianos e um uzbeque, segundo dados de FlyDubai. Quase todos os passageiros do voo FZ 981 eram turistas que tinham passado férias em Dubai.

Entenda como funcionam as caixas-pretas dos aviões

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos