Exército iraquiano anuncia início de ofensiva para libertar Mossul

Mossul (Iraque), 24 mar (EFE).- O Comando de Operações Conjuntas das Forças Armadas do Iraque anunciou nesta quinta-feira o início de uma operação para libertar a província de Ninawa, no norte do país e cuja capital é Mossul, que está nas mãos do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) desde junho de 2014.

Em comunicado lido na emissora de televisão oficial do país, as Forças Armadas detalharam que a chamada Operação "Fatah" (a Conquista) começou em três frentes e representa a "primeira página" da libertação da província, o principal reduto do EI no Iraque.

Os militares pediram que os civis se afastam das instalações do EI em região Al Qayara, a cerca de 50 quilômetros ao sul de Mossul, porque elas "serão alvos destruídos nas próximas horas e dias".

A nota explica que as tropas, apoiadas pela milícia sunita Multidão Popular dos Clãs, avançam em direção "aos objetivos programados para libertar todas as cidades e territórios ocupados pela organização terrorista".

"Os sinais da vitória começaram com a libertação das aldeias de Al Nasr, Kermendi, Kudila e Kharbardan", afirmou o comunicado, locais onde está a bandeira do Iraque já foi hasteada.

Por sua vez, o chefe do Comitê de Segurança do Conselho de Ninawa, Mohammed al Bayati, explicou à Agência Efe que as tropas iraquianas contam também com o apoio das tropas curdas "peshmergas".

As operações contam, além disso, com o respaldo da coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos