Autoridades de Nagorno Karabakh denunciam morte de 2 soldados

Tbilisi, 30 abr (EFE).- Autoridades da autoproclamada república separatista de Nagorno Karabakh e o Ministério da Defesa da Armênia, cujas tropas estão presentes no enclave, denunciaram neste sábado a morte de dois soldados locais por disparos de tropas azerbaijanas.

Além disso, o Ministério da Defesa armênio acusou as forças armadas do Azerbaijão de violarem o cessar-fogo em vigor na região.

Por sua vez, o Azerbaijão acusou as forças armênias de atacarem tanto suas posições na linha de separação como núcleos residenciais em áreas próximas de Nagorno Karabakh.

Há dois dias, o Azerbaijão alegou que as tropas armênias usam bombas de fragmentação proibidas pelo direito internacional para atacar a população civil.

No início de abril, três dias de sangrentos combates colocaram fim a mais de duas décadas de tensa paz na região e provocaram a morte de 150 pessoas. Um cessar-fogo foi então pactuado entre as partes em conflito, mas ambas se acusam diariamente de violá-lo.

A disputa entre os dois países vizinhos do Cáucaso Sul remonta aos tempos da antiga União Soviética, quando o território azerbaijano de Nagorno Karabakh pediu sua incorporação à vizinha Armênia, o que deu origem a uma guerra que causou 25 mil mortes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos