Polícia turca lança gás contra manifestantes em Istambul

Da Efe, em Ancara

A Polícia turca usou neste domingo (1º) canhões de água e gás lacrimogêneo contra vários grupos de manifestantes que tentavam entrar na Praça Taksim de Istambul, bloqueada pelas autoridades, para comemorar o 1º de Maio.

Vários grupos de manifestantes, cerca de 200 pessoas no total, tentaram avançar rumo a Taksim, cujos acessos já tinham sido fechados ontem com cercas de metal e onde estão posicionados centenas de policiais.

Várias detenções foram realizadas durante estes incidentes, informou a imprensa local.

No total, cerca de 24.500 policiais estão de serviço em Istambul para vigiar as manifestações do dia 1 de Maio, uma data na qual nos últimos anos aconteceram fortes confrontos entre tropas antidistúrbios e manifestantes de esquerda, opostos ao governo islamita conservador.

Taksim tem um significado especial para a esquerda desde o massacre do dia 1º de maio de 1977, no qual pistoleiros nunca identificados atiraram e causaram a morte de 34 pessoas.

A ditadura militar de 1980 proibiu as manifestações na praça, veto que só foi retirado pelo governo em 2009.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos