Ataques do EI motivam fuga de 6 mil pessoas na Síria

Cerca de seis mil pessoas fugiram das localidades sírias de Al Sheikh Aisa e de Marea, controladas por facções opositoras e alvos de uma ofensiva do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) desde sexta-feira, informou neste sábado (28) o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG afirmou que os deslocados se dirigiram desses povos do norte da província síria de Aleppo para áreas sob controle das Forças da Síria Democrática (FSD), uma coalizão armada curdo árabe, na mesma região.

Enquanto isso, o Exército dos Revolucionários, organização integrada às FDS, assumiu o controle de Al Sheikh Aisa, após chegar a um acordo com os grupos opositores locais.

O EI realiza uma ofensiva desde sexta-feira no norte de Aleppo, na qual conseguiu tomar de facções rebeldes islâmicas o domínio de cinco povoados, Kafr Kalbin, Niara, Barisha, Yabrin e Kalyabrin, nas proximidades da cidade de Azaz, na fronteira com o território turco.

Essa região conta com a presença do Exército Al Fatah (conquista), uma aliança armada islâmica que costuma colaborar com a Frente al Nusra, filial síria da Al Qaeda.

Pelo menos 16 integrantes do EI e dez de seus rivais morreram nesta sábado em confrontos nos arredores de Marea, principal reduto do Exército Al Fatah na região.

O Observatório informou que pelo menos quatro civis morreram hoje, entre eles três menores, e 17 ficaram feridos pelo impacto de projéteis lançados contra organizações armadas islâmica no bairro de Al Sheikh Maqsud, em mãos das FSD e na cidade de Aleppo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos