PUBLICIDADE
Topo

Sobe para 26 o número de mortos por inundações na Virgínia Ocidental, nos EUA

25/06/2016 12h52

Washington, 25 jun (EFE).- As fortes chuvas que castigaram na última quinta-feira o estado da Virgínia Ocidental, no leste dos Estados Unidos, causaram a morte de pelo menos 26 pessoas, informaram neste sábado as autoridades estaduais.

A chuva fez os rios transbordarem e derrubou árvores e postes de eletricidade, o que, por sua vez, deixou centenas de moradores isolados e à espera de resgate por parte das equipes de emergência.

O temporal, que obrigou a Virgínia Ocidental a declarar o estado de emergência em 44 condados, foi especialmente forte na região sudeste do estado, que fica no coração da cordilheira dos Montes Apalaches, de grande tradição mineradora, cuja população é majoritariamente branca e muito empobrecida.

As fortes precipitações ocorreram na quinta-feira, quando, em apenas um dia, a Virgínia Ocidental recebeu aproximadamente um quarto do total de chuva esperado para um ano, e algumas chuvas isoladas caíram também na sexta-feira.

"Os danos são generalizados e devastadores. Nosso maior desafio continua sendo as enchentes", indicou na sexta-feira em entrevista coletiva o governador do estado, o democrata Earl Ray Tomblin.

Tomblin afirmou neste sábado no Twitter que as inundações no estado "são as piores em um século" e que mais de 65 mil famílias estão sem eletricidade.

Um dos mortos, segundo as autoridades, é uma criança de 4 anos que foi arrastada pela enxurrada enquanto estava brincando com sua irmã nos arredores de sua casa.

Além das vidas humanas, as fortes chuvas e as inundações também causaram grandes danos materiais em residências e infraestruturas ao longo do estado.

Os usuários compartilharam nas redes sociais, por exemplo, imagens do resort de golfe Greenbrier, um complexo de luxo cujos campos ficaram absolutamente cobertos pelas águas.