Maduro lembra 62 anos do nascimento do "mestre profeta" Hugo Chávez

Caracas, 28 jul (EFE).- O chefe de Estado da Venezuela, Nicolás Maduro, lembrou nesta quinta-feira os 62 anos de nascimento do ex-presidente Hugo Chávez (1999-2013), a quem classificou como um "mestre profeta" e que, por isso, é homenageado no mundo todo.

"Os mestres profetas como Chávez vêm à vida, deixam sua força, e depois podem ir a qualquer plano que ficam intactas sua mensagem, sua força", disse Maduro durante o ato de homenagem ao falecido ex-presidente no Quartel da Montanha, no oeste de Caracas, onde repousam os restos do ex-governante.

Maduro disse que Chávez, "um grande mestre da ética política", seguiu vivendo "em seu povo" e que por isso hoje "é preciso celebrá-lo".

"Hugo Chávez ultrapassou as fronteiras de nossa pátria Venezuela", declarou, acrescentando que assim como o falecido governante "deu tudo" pelos venezuelanos, os que agora estão no governo devem "dar tudo pela felicidade deste povo (...) pela união da América Latina e para enfrentar o império".

Além disso, Maduro salientou que hoje "o mundo inteiro" lembrou "este grande homem, este grande líder do século 21".

O presidente venezuelano antecipou, neste contexto, que nos próximos dias irá celebrar os 90 anos do líder Fidel Castro em Cuba, país que hoje lembrou o nascimento de Chávez da mesma forma que os governos de Nicarágua, Bolívia e Rússia, entre outros.

Hoje, no Quartel da Montanha, grupos de música llanera, a favorita do líder bolivariano, cantou em homenagem a Chávez e foi cortado um grande bolo com a presença de suas filhas e irmãos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos