Furacão Gastón se degrada e vira tempestade tropical no meio do Atlântico

Miami, 25 ago (EFE).- Gastón, o terceiro furacão da temporada no Atlântico, se degradou nesta quinta-feira para tempestade tropical em seu avanço rumo a águas do norte, embora poderia "voltar a se fortalecer", informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos EUA.

Os ventos máximos sustentados de Gastón caíram de 120 para 110 km/h, embora poderiam se intensificar novamente na sexta-feira pela noite e transformar a depressão novamente em furacão, indicou o NHC em seu boletim das 15h GMT (12h, em Brasília).

Gastón está a 1.865 quilômetros ao leste-nordeste das ilhas de Sotavento e se desloca rumo ao noroeste com uma velocidade de translação de 28 km/h.

Segundo um provável padrão de trajetória, Gastón, que não ameaça nenhuma zona povoada, manterá esta direção nas próximas 24 horas para experimentar um giro para oeste-noroeste a partir do próximo sábado.

Gastón é o terceiro furacão da temporada na Bacia Atlântica, após Alex e Earl. Este último deixou 54 mortos no México no começo do mês.

Até o momento ocorreram sete tempestades tropicais.

Enquanto isso, uma forte onda tropical que se localiza sobre as ilhas de Sotavento se fortalecerá nas próximas 24 horas e, segundo um provável padrão de trajetória, pode chegar ao sul da Flórida neste fim de semana, segundo cientistas do NHC, com sede em Miami.

A onda tropical não está bem organizada e nem apresenta, por enquanto, um centro bem definido, mas deve se fortalecer, por isso que poderia se transformar em depressão tropical "nas próximas 48 horas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos