Governo peruano declara estado de emergência na região amazônica de Loreto

Lima, 27 ago (EFE).- O governo do Peru declarou neste sábado estado de emergência por inundações em 69 comunidades de vários distritos da região amazônica de Loreto para poder atender aos afetados em um prazo de 60 dias, de acordo com um decreto publicado no diário oficial El Peruano.

Um total de 63 comunidades foi afetado por intensas chuvas, transbordamento de rios e inundações nos distritos de Putumayo, Teniente Manuel Clavero, Yaguas e Rosa Panduro, na província de Putumayo, e outras seis comunidades no distrito de Napo.

O decreto determina que o governo regional de Loreto, as administrações das províncias de Putumayo e Maynas, assim como as autoridades distritais envolvidas, em coordenação com o Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci), executarão ações imediatas e necessárias de resposta e reabilitação nas zonas afetadas.

Além disso, o atendimento de emergência contará com a participação dos ministérios de Saúde, Agricultura e Irrigação, Educação, da Mulher e Populações Vulneráveis, de Desenvolvimento e Inclusão Social, Interior e Defesa.

A implementação das ações de emergência será financiada com o orçamento das pastas envolvidas.

O fenômeno climático "El Niño" que se apresentou este ano no Peru provocou intensas chuvas na selva do país, com inundações e deslizamentos, mas seus efeitos foram menores que os estimados inicialmente pelas autoridades locais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos