Ataque jihadista mata três soldados na fronteira entre Tunísia e Argélia

Túnis, 29 ago (EFE).- Um ataque jihadista contra patrulha em Kasserine, na região da fronteira entre Tunísia e Argélia, provocou nesta segunda-feira a morte de três soldados tunisianos, e ainda deixou várias pessoas feridas.

De acordo com fontes do Exército local, homens armados surpreenderam os militares, que faziam buscas na localidade, mais especificamente, em uma zona de fazendas conhecida como Duar Ben Neyeh, próximo a cidade de Sammana.

Os jihadistas utilizaram armas leves e explosivos no ataque, ainda de acordo com as informações divulgadas.

A área em que aconteceu a ofensiva é montanhosa e de difícil acesso. Desde 2011, o local é apontado como refúgio de grupos extremistas islâmicos da Tunísia, assim como de terroristas que atuam na Líbia.

A Tunísia, em que há registro de radicalismo desde a década de 80, é o país com mais registro de pessoas que aderiram ao Estado Islâmico (EI) na Síria e Iraque, em número que chegaria a 5 mil pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos