Alerta máximo na China e Taiwan pela chegada do tufão Megi

Pequim/Taipé, 27 set (EFE).- A China e Taiwan estão em estado de alerta e tomaram medidas preventivas diante da chegada do tufão Megi, que poderia levar fortes chuvas a suas costas, informaram nesta terça-feira as respectivas autoridades.

Na China, autoridades do sudeste do país, região de maior risco, ordenaram que todos os barcos pesqueiros e funcionários de pisciculturas marinhas que regressem ao porto antes da chegada do tufão, 17º que este ano chegará nas costas nacionais.

Ontem, o Megi estava a 850 quilômetros da cidade litorânea de Xiamen, na Província de Fujian, trazendo ventos de 166 km/h e se deslocando a uma velocidade de 20 km/h.

Nessa província, que este ano sofreu dezenas de mortes em consequência dos tufões de verão, são esperadas chuvas de até 400 milímetros.

Na vizinha Cantão, também teve a ordem do retorno ao porto das embarcações e várias atrações turísticas foram fechadas.

Nestas e outras províncias do sudeste chinês foram deslocadas equipes de emergência e iniciou um dispositivo de emergência moderada, de nível 3.

Já em Taiwan, o Serviço Meteorológico Central da ilha alertou sobre a possibilidade de inundações e deslizamentos de terra pela chegada do tufão.

O transporte aéreo e ferroviário da ilha está paralisado, milhares de pessoas foram retiradas de suas casas e 35.555 soldados foram mobilizados para operações de resgate e ajuda, segundo informou hoje o Ministério da Defesa.

Os militares habilitaram 92 acampamentos para a população e prepararam cerca de 3.692 veículos, 14 helicópteros S-70C, 14 veículos anfíbios de assalto AAV-7, oito veículos blindados e diversos botes.

O olho do tufão estava localizado a poucos quilômetros do litoral oriental de Taiwan.

Chuvas de até 900 milímetros em várias partes da ilha são aguardadas, com o perigo de inundações e deslizamentos de terra especialmente em zonas montanhosas.

Todo o Taiwan está paralisado e a presidente, Tsai Ing-wen, a partir do Centro de Resposta de Emergências, advertiu dos perigos para a população e aconselhou que não deixem suas casas.

Foi fechada a principal estrada ao longo da costa leste de Taiwan, como medida de precaução, e outras muitas vias do norte e centro da ilha, informou hoje o Centro de Resposta de Emergências. EFE

abc-flp/phg

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos