EUA relaxam sanções na saúde, infraestrutura e comércio com Cuba

Em Washington

  • Ramon Espinosa/ AP

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira novos relaxamentos ao embargo econômico vigente sobre Cuba que permitirão, entre outras coisas, impulsionar a pesquisa médica conjunta e ajudar a melhorar a agricultura e a infraestrutura do país.

As novas emendas ao regime de sanções associado ao embargo imposto a Cuba foram anunciadas pelos departamentos de Comércio e do Tesouro, e entrarão em vigor na próxima segunda-feira, uma vez publicadas no cartório Federal dos EUA

Sob as novas normas, serão facilitados os projetos conjuntos de pesquisa médica entre cidadãos americanos e cubanos, e poderão ser exportados aos EUA produtos farmacêuticos de origem cubana aprovados pela Administração de Remédios e Alimentos (FDA, em inglês).

Além disso, os americanos autorizados poderão oferecer serviços relacionados com o desenvolvimento, reparação e manutenção de infraestruturas em Cuba.

A mudança mais popular para a maioria dos americanos é o que permitirá aos viajantes importar sem limites, para uso pessoal, tabaco e rum cubano nas bagagens.

Quanto à agricultura, os EUA poderão exportar para Cuba artigos como pesticidas e tratores que já não estarão sujeitos, como outros, a restrições de pagamento com dinheiro ou de forma antecipada.

Por outro lado, fica eliminada a restrição que impedia certos navios estrangeiros que tinham parado em porto cubano de entrar nos EUA para propósitos de carga ou descarga em um prazo de 180 dias.

O secretário do Tesouro dos EUA, Jack Lew, disse em comunicado que os relaxamentos anunciados hoje permitirão "uma maior parceria científica, subvenções e bolsas de estudos, contato entre ambos os povos e o crescimento do setor privado em Cuba".

"Estas medidas têm o potencial de acelerar a mudança construtiva e criar melhores oportunidades econômicas para os cubanos e os americanos", acrescentou Lew.
 

Obama nomeia primeiro embaixador americano em Cuba em décadas

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos