PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Cúpula Ibero-Americana pede que Colômbia negocie paz com "urgência"

29/10/2016 22h49

Cartagena (Colômbia), 29 out (EFE).- Os países ibero-americanos pediram neste sábado ao governo da Colômbia e às Farc para que tramitem as negociações de paz "com sentido de urgência", reiteraram seu apoio ao processo e elogiaram o iminente início do diálogo com o ELN, que se desenvolverá no Equador.

Um comunicado especial aprovado a pedido de Chile, Espanha e México na XXV Cúpula Ibero-Americana, realizada neste sábado em Cartagena, reafirma o apoio dos líderes ao governo colombiano "para continuar na busca pela paz".

Os chefes de Estado e de governo "expressam seu respaldo ao acordo de Paz já conseguido entre o governo da Colômbia e as Farc e aos diálogos empreendidos depois de 2 de outubro pelo presidente Juan Manuel Santos com os representantes que promoveram a votação pelo 'sim' e pelo 'não' no referendo", afirma o texto.

"Levando em conta o clamor do povo colombiano pela paz expressado nas últimas semanas, o governo e as Farc devem realizar, com sentido de urgência, os ajustes necessários e assim avançar em direção à conclusão de um novo acordo e sua imediata implementação", prossegue o comunicado especial.

O texto reservou ainda um "reconhecimento especial" a Brasil, Cuba, Noruega, Chile, Venezuela e Equador, por seu papel como países fiadores e que acompanharam os processos de paz da Colômbia.

Os líderes ibero-americanos "encorajam o início dos diálogos entre o governo e o Exército de Libertação Nacional (ELN) e esperam que estes avancem com rapidez para que seja dado um fim ao conflito armado e para que a Colômbia seja um país em paz, como deseja a sociedade inteira", acrescenta.

Além disso, a comunidade ibero-americana reafirma "sua solidariedade e respaldo aos esforços de paz do governo, que trarão grandes benefícios para os colombianos, com repercussões positivas para todos os países da região".

Internacional