TSE registra 14 detenções por violação de leis eleitorais

Rio de Janeiro, 30 out (EFE).- O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou a detenção de 14 pessoas e a notificação de outras 74 até as 11h49 (de Brasília) deste domingo por descumprimento de leis eleitorais no segundo turno das eleições municipais, mas nenhum dos casos se refere a candidatos.

Destas detenções, dez se devem a boca de urna, três por divulgação ilegal de propaganda de candidatos e uma não teve o motivo revelado. Do total de 88 ocorrências, a maioria aconteceu no Ceará, onde foram registradas 64. Outras 15 aconteceram no Rio de Janeiro, três no Espírito Santo e no Rio Grande do Sul, cada, além de uma em Bahia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Apesar das detenções, as eleições, que acontecem em 57 cidades, transcorrem com normalidade e sem incidentes graves, segundo o TSE.

Por ocasião do segundo turno, militares reforçaram a segurança em 12 cidades, principalmente no estado do Rio de Janeiro, onde nos últimos meses houve uma onda de atentados contra candidatos a prefeitos e vereador.

"Atendendo à demanda, logo depois da Paralimpíada, nós mantivemos o efetivo da Força Nacional para não termos tumulto e insegurança em relação às eleições. É possível que (o reforço) permaneça após as eleições para garantir a segurança", destacou o presidente do TSE, Gilmar Mendes, a jornalistas.

Além disso, o TSE autorizou na última terça-feira o envio de tropas federais para reforçar a segurança durante as eleições em Curitiba, Ponta Grossa e Maringá, no Paraná, devido à ocupação de escolas por estudantes que protestam contra a medida provisória que reforma o ensino médio no país e a proposta de emenda à Constituição (PEC) 241/2016, que restringe os gastos da União.

O TSE também informou que foram mudadas mais de 370 urnas eletrônicas que tinham apresentado problemas em diferentes lugares do Brasil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos