Filipinos protestam em 30 cidades contra enterro de ex-presidente como herói

Manila, 25 nov (EFE).- Os filipinos que são contra o recente enterro do ex-presidente Ferdinand Marcos no Cemitério dos Heróis protestaram em mais de 30 cidades do país e lembraram ao chefe do Estado, Rodrigo Duterte, os crimes que foram cometidos no regime que durou de 1965 a 1986.

Marcos foi sepultado no dia 18 de novembro em cerimônia privada, que se manteve em sigilo à população até uma hora antes e que não contou com a presença da imprensa.

"Marcos não é um herói", "Tirano" e "Marcos, Hitler, ditador" foram alguns dos gritos e mensagens utilizados nas manifestações que percorreram Manila.

Outros comportamentos comuns na maioria dos protestos foram as roupas pretas e a queima de referências ao corpo embalsamado do ex-presidente que governou Filipinas desde 1965 até que uma revolta popular pacífica o expulsou do poder em 1986.

Marcos, que aplicou a lei marcial entre 1972 e 1981, é acusado de ser o responsável pela morte, tortura e detenção ilegal de mais de 100 mil pessoas.

Segundo calcula a ONG Transparência Internacional, Marcos e sua esposa Imelda se apropriaram de forma ilícita de até US$ 10 bilhões durante o governo.

"O povo filipino, especialmente as gerações mais jovens, estão demonstrando que não se esqueceram das brutalidades e dos crimes dos Marcos", afirmou em comunicado o proscrito Partido Comunista das Filipinas, que juntou às manifestações.

Os membros da fraternidade Alpha Pi Ômega, da Universidade das Filipinas Diliman, protestaram nus e com uma máscara que ocultava o rosto. Davao, a cidade da qual Duterte foi prefeito durante 22 anos, Vigan, Santiago e Tuguegarao são algumas das localidades com manifestações.

Ferdinand Marcos morreu no exílio no Havaí em 1989 e seu corpo retornou às Filipinas em 1993, um ano depois de Imelda e seus filhos. Desde então, Imelda lutava para que o corpo do marido descansasse no Cemitério dos Heróis, em vez do mausoléu refrigerado que construiu em sua província natal, Ilocos Norte.

O presidente Duterte, cujo mandato começou no dia 30 de junho deste ano, autorizou a mudança de local em agosto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos