Trabalhadora humanitária franco-suíça é sequestrada no Mali

Bamaco, 25 dez (EFE).- Uma trabalhadora humanitária de nacionalidade franco suíça foi sequestrada neste sábado por um grupo de desconhecidos armados na região de Gao, no norte do Mali, segundo informaram à Agência Efe fontes locais.

A mulher foi sequestrada por volta das 17h horas locais, destacaram as mesmas fontes, que não deram mais detalhes sobre a identidade da funcionária e as circunstâncias do rapto.

Por enquanto nenhum grupo reivindicou a autoria do sequestro.

Gao, a maior cidade do norte do Mali, é uma das regiões mais inseguras do país que escapa do controle do governo central e onde operam vários grupos jihadistas locais que atacam com frequência o Exército e as forças da ONU na região (Minusma).

A organização Controle Risks, especializada na evolução e no nível de segurança no mundo, publicou no mês passado um relatório que classificou o Mali entre os países com um nível de alto risco e onde há uma alta porcentagem de crimes, sequestros e ataques cometidos contra turistas e moradores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos