Itália reforça segurança para festa do Ano Novo diante de ameaça terrorista

Roma, 31 dez (EFE).- As autoridades da Itália proibiram a circulação de veículos de grandes pelo centro de algumas cidades, como parte das medidas de segurança durante a celebração do Ano Novo por conta de ameaça terrorista.

A Itália reforçou nos últimos dias sua segurança, depois que no dia 23, a polícia do país matasse em Milão o tunisiano Anis Amri, suposto autor do atentado cometido com um caminhão, em um mercado de rua em Berlim (Alemanha), que causou 12 mortes e deixou cerca de 50 feridos.

Assim, em Roma neste sábado, amanhã e também no dia 6 de janeiro, os veículos de grandes dimensões que transportem mercadorias estão proibidos de circular nas ruas do centro, enquanto em Milão, os transeuntes deverão se submeter a vários controles de segurança para chegar na Praça Duomo.

Também aumentou o número de policiais e forças da ordem na maioria das grandes cidades como Florença, Nápoles, Gênova e Turim, e na capital, onde carros militares e membros do Exército vigiam alguns pontos sensíveis, como o Coliseu ou a entrada na rua dos Fóruns Imperiais.

Uma maior presença de policiais e militares também pode ser vistonos acessos da Praça de São Pedro, no Vaticano, e os arredores, onde nestes últimos dias do ano se concentram grande número de turistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos