Coreia do Norte critica China por suspender importações de carvão

Seul, 23 fev (EFE).- A Coreia do Norte criticou nesta quinta-feira a China de forma indireta por causa da suspensão de suas importações de carvão, em cumprimento das resoluções das Nações Unidas, uma medida que qualificou de "desumana" e de ser comandada por "forças inimigas".

Pyongyang fez esta alegação incomum contra seu tradicional aliado em artigo publicado pela "Agência Central de Notícias da Coreia do Norte" ("KCNA"), onde se defende "o sucesso do lançamento do míssil de médio a longo alcance Pukguksong-2", realizado no último dia 12.

"No entanto, um país vizinho, que se define a si mesmo como 'vizinho amistoso', minimizou a importância do significado do lançamento ao qualificá-lo como 'tecnologia nuclear em sua primeira fase', e ameaçou que a DPRK (Coreia do Norte) sofrerá grandes consequências negativas", diz o texto.

"Este país, deu passos desumanos como bloquear totalmente o comércio exterior relacionado com a melhora das condições de vida, em virtude de resoluções das Nações Unidas carentes de base legal", acrescenta o escrito.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos