Cúpula de comemoração do 60º aniversário da UE começa em Roma

Roma, 25 mar (EFE).- Os líderes de 27 Estados-membros da União Europeia, sem a presença do Reino Unido, iniciaram neste sábado a cúpula para comemorar o 60º aniversário do Tratado de Roma, origem da atual UE, onde assinarão uma declaração que proclamará sua unidade e visão para os próximos anos.

Os líderes foram recebidos no Capitólio de Roma pelo anfitrião e primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni; presidente de Malta, Joseph Muscat, que exerce a presidência rotativa da UE e o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

"Devemos permanecer unidos", disse o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

Foram poucos líderes que falaram na chegada ao evento que acontece no "Ala dos Conservadores" do Capitólio de Roma, onde eram aguardados pela prefeita de Roma, Virginia Raggi, do Movimento Cinco Estrelas.

Outros, como o presidente do parlamento Europeu, Antonio Tajani, que também participa da cerimônia, comentou no Twitter:

"Hoje me sinto muito orgulhoso de ser europeu", disse Tajani.

O primeiro discurso da cerimônia foi pronunciado por Gentiloni, onde recordou que no dia 25 de março de 1957 os seis países fundadores "começaram a construir uma união de paz" sobre "aquela Europa dividida" e recordou que, embora "falavam línguas diversas, tinham diferentes opiniões (...) ,as unidos por uma ideia compartilhada, não ser dividido, mas cooperar para o bem comum".

"Éramos seis, somos 27", afirmou.

A cerimônia, que deve durar duas horas, será concluída com a assinatura de uma declaração que, segundo afirmaram à Agência Efe fontes europeias, incluiu mudanças na última hora para resolver as reservas levantadas por Polônia e Grécia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos