Morales afirma que "agressão" à Venezuela também é golpe de Estado na Bolívia

La Paz, 30 abr (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou neste domingo que a "agressão" sofrida pela Venezuela na Organização de Estados Americanos (OEA) é também "um golpe de Estado" na Bolívia e em todos os Estados da América.

Em um ato na região central de Cochabamba, Morales leu a carta constitutiva da OEA, assinada em Bogotá em 1948, e disse que esse documento determina que as agressões a um país serão consideradas agressões contra todos os Estados-membros.

"Ou seja, a agressão neste momento, o golpe de Estado na Venezuela, é também um golpe de Estado na Bolívia em todos os Estados da América", declarou Morales em seu discurso.

O governante boliviano pediu ao secretário-geral da OEA, Luis Almagro, que respeite a carta constitutiva desse organismo regional e a decisão de cada país e "que não seja cúmplice da intervenção, da invasão realizada pelos Estados Unidos".

Morales salientou que os golpes de Estado e as ditaduras do passado não foram casuais e se produziram em países onde os povos se "rebelaram", governavam partidos de esquerda ou os governos se organizavam para proteger seus recursos naturais.

O governante boliviano ressaltou ainda que, de acordo com a carta constitutiva da OEA, todo Estado tem direito a escolher sem ingerência externa seu sistema político, econômico, social e a organizar-se sem o risco de sofrer uma intervenção em seus assuntos internos.

"Não se pode entender o que a OEA faz com a Venezuela neste momento", concluiu o governante boliviano, aliado do governante venezuelano, Nicolás Maduro.

O presidente de Venezuela iniciou na sexta-feira os trâmites para retirar seu país da OEA, depois de que na quarta-feira foi aprovada no organismo a convocação de uma reunião de chanceleres para tratar a crise política do país sem seu aval.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos