Estados Unidos impedem acordo sobre mudança climática no G7

Taormina (Itália), 26 mai (EFE).- Os líderes do G7 não chegaram a um consenso nesta sexta-feira sobre a luta contra a mudança climática e o Acordo de Paris porque os Estados Unidos estão revendo sua posição sobre esta matéria e não tomarão uma decisão até dentro de algumas semanas, disse o primeiro-ministro italiano Paolo Gentiloni.

"Há uma questão que permanece suspensa: os acordos de Paris sobre o clima. O governo americano tem uma reflexão interna em curso sobre os Acordos de Paris" (2015), disse Gentiloni à imprensa durante a cúpula do G7 que acontece entre hoje e amanhã na cidade siciliana de Taormina.

O primeiro-ministro italiano, que exerce a função de anfitrião da reunião, disse que os outros países "acompanham" este processo.

Gentiloni acrescentou que os parceiros dos Estados Unidos neste fórum confirmaram o "compromisso e determinação" em cumprir com o Acordo de Paris e acreditam que uma vez os Estados Unidos resolvam suas questões internas, o país vai querer participar.

"Os Estados Unidos confirmaram que tem em andamento uma reflexão sobre a qual tomarão suas decisões nos próximos dias ou semanas. Esperamos que sejam positivas", disse o italiano.

Fontes da presidência francesa afirmaram que a discussão sobre este tema foi "franca e direta" e permitiu ao resto dos países sentados à mesa dar argumentos aos Estados Unidos sobre a importância de ratificar o acordo e também de manter os compromissos adquiridos e o nível de ambição.

"É preciso levar em conta as posições, mas todos queremos um comunicado ambicioso", disseram as fontes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos