Irã classifica de "repugnante" acusação de Trump sobre atentados

Em Teerã

  • Tasnim News Agency/Reuters

    Membros das forças de segurança iranianas agem durante ataque a Parlamento

    Membros das forças de segurança iranianas agem durante ataque a Parlamento

O ministro das Relações Exteriores iraniano, Mohammad Javad Zarif, classificou nesta quinta-feira (8) de "repugnante" a declaração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que o próprio Irã propiciou os atentados de quarta-feira (7), em Teerã, ao patrocinar o terrorismo.

"É repugnante a declaração da Casa Branca e sanções do Senado enquanto os iranianos combatem o terrorismo apoiado pelos clientes dos EUA", escreveu Zarif, na sua conta oficial do Twitter.

O chefe da diplomacia iraniana insistiu que aliados de Washington, como a Arábia Saudita, país com o qual Trump assinou recentemente um milionário acordo militar, são os verdadeiros patrocinadores do terrorismo.

"Os déspotas que patrocinam o terrorismo ameaçam levar a luta para o nosso país", afirmou Zarif.

Vídeo mostra momento em que atiradores abrem fogo no parlamento

Os dois atentados de ontem em Teerã, reivindicados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), deixaram 12 mortos e dezenas de feridos no Parlamento e no mausoléu do aiatolá Ruhollah Khomeini.

Donald Trump lamentou os atentados, mas ressaltou que os países que "patrocinam o terrorismo se arriscam a virar vítimas do próprio mal que promovem".

Os EUA acusam o Irã de patrocinar o terrorismo, através de seu apoio ao grupo xiita libanês Hezbolá, a milícias palestinas em Gaza, os rebeldes hutíes do Iêmen e as milícias que lutam na Síria ao lado do regime de Bashar al-Assad.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos