PUBLICIDADE
Topo

Grupo que estava desaparecido após deslizamento na Suíça é achado na Itália

24/08/2017 14h49

Genebra, 24 ago (EFE).- Um grupo formado por até seis pessoas que tinham sido dadas como desaparecidas após um deslizamento de pedras que ocorreu ontem no Cantão dos Grisones, na Suíça, foi localizado são e salvo na Itália, informou nesta quinta-feira a polícia cantonal.

Em um primeiro momento, foi comunicado o desaparecimento de oito pessoas, que depois se somaram a outras seis que formavam um grupo que realizava uma excursão. No entanto, agora se soube que, no momento do desastre, o grupo já estava em outro vale, no lado italiano.

Os Grisones é um cantão fronteiriço com a Itália e a Áustria e o local onde ocorreu a avalanche está muito próximo à fronteira da Suíça com a Itália.

A polícia detalhou que as oito pessoas que ainda não foram localizadas são cidadãos suíços, alemães e austríacos, e nenhum reside nas áreas afetadas, onde não houve registro de feridos.

As tarefas de busca e resgate continuam e a polícia acredita que os desaparecidos poderiam estar no vale de Bondasca, uma das zonas afetadas pelo desprendimento de uma massa rochosa da montanha de Piz Cengalo.

As autoridades suíças do mais alto nível se envolveram nesta situação e a presidente do país, Doris Leuthard, realizou um sobrevoo de helicóptero sobre a zona do sinistro.

Leuthard se mostrou pessimista em declarações aos meios sobre a possibilidade de encontrar essas oito pessoas vivas.

A zona afetada abrange quase cinco quilômetros quadrados e uma equipe de 121 pessoas participam desde ontem das operações de busca. EFE

is/ff