Trump chama Afeganistão de "vespeiro" do terrorismo em reunião com Gani

Nova York, 21 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assegurou nesta quinta-feira que o Afeganistão é "um vespeiro" onde os terroristas "parecem se acumular mais do que em nenhum outro lugar", ao se reunir com o presidente afegão, Ashraf Gani, que elogiou a nova estratégia americana no seu país.

Em uma reunião com Gani em Nova York, onde ambos participam da Assembleia Geral da ONU, Trump defendeu a luta americano contra o terrorismo no Afeganistão, aonde o Pentágono anunciou esta semana que enviará cerca de 3.000 soldados para reforçar o combate aos talibãs após 16 anos de guerra.

"As pessoas não se dão conta de que vocês tinham 20 grupos terroristas no Afeganistão. Lá é onde as pessoas foram treinadas, lhes chamarei gente do (atentado de 11 de setembro de 2001 no) World Trade Center", afirmou Trump.

Trump previu que sua estratégia no Afeganistão, que não impõe prazos para a retirada das tropas americanos, será "muito bem sucedida", e destacou que "são os soldados afegãos que estão combatendo", enquanto que os americanos somente os treinam e lhes dão apoio.

Gani, por sua vez, agradeceu a Trump a decisão "valente" de enviar mais tropas, e disse que tinha visto "uma enorme mudança no campo de combate" desde que o presidente americano anunciou há um mês um compromisso sem limites temporários com o combate aos talibãs.

"A vitória está à vista. Não pedimos um cheque em branco, estamos decididos a fazer o que nos compete", prometeu Gani.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos