Detido na Espanha jovem marroquino relacionado a atentados da Catalunha

Madri, 22 set (EFE).- A Guarda Civil da Espanha deteve nesta sexta-feira na localidade valenciana de Vinaroz um marroquino de 24 anos, com permissão de residência na Espanha, por colaborar com a célula jihadista responsável pelos atentados de agosto na Catalunha, informou o Ministério do Interior.

O detido mantinha uma relação próxima a vários dos terroristas participantes dos atentados, especialmente com Abdelbaki el Satty, conhecido imame de Ripoll e motivador da célula jihadista.

Os ataques de 17 de agosto em Barcelona e da madrugada do dia 18 na localidade costeira de Cambrils causaram 16 mortos e mais de cem feridos.

A Guarda Civil investiga se o marroquino detido hoje ajudou os terroristas a adquirir as substâncias que permitiram a fabricação de mais de 100 quilos de TATP (triperóxido de triacetona), explosivo usado pela organização terrorista Estado Islâmico (EI) nos seus atentados na Europa.

Os explosivos estavam armazenados em uma casa de Alcanar, outra localidade catalã, onde uma grande explosão matou pouco antes dos atentados dois dos membros dessa célula, entre eles o imame de Ripoll.

A localidade de Alcanar fica a pouco mais de dez quilômetros de Vinaroz.

Os investigadores sustentam que o detido hoje emprestou sua documentação pessoal para a compra de peróxido de hidrogênio, uma substância fundamental para a confecção do TATP e ajudou a transportar essas substâncias.

As várias linhas de investigação abertas pela Guarda Civil após os atentados se centraram na reconstrução dos vínculos da célula terrorista tanto a nível nacional como internacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos