Governador diz que Maria é a maior catástrofe da história de Porto Rico

San Juan, 23 set (EFE).- O governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló, disse neste sábado que no âmbito material a passagem do furacão Maria pela ilha "é a maior catástrofe na sua história moderna".

Segundo ele, o furacão George (1998) provocou danos avaliados entre US$ 7 bilhões e 8 bilhões e as cifras de Maria "estarão muito acima disso". A Junta de Supervisão e Administração Financeira para Porto Rico autorizou o governo da ilha a usar até US$ 1 bilhão do orçamento nas emergência, mas Rosselló afirmou que precisará de mais verba, já que essa quantia "não é suficiente" para pagar os prejuízos gerados.

Segundo ele, o "panorama fiscal" de Porto Rico mudou substancialmente e em outubro a ilha "não terá praticamente dinheiro público", por isso solicitará aos Estados Unidos dispensa de certas obrigações.

De acordo com o governador, o número oficial de mortos é de, pelo menos, dez e 15 mil pessoas estão em abrigos oficiais.

Rosselló enfatizou que agora a prioridade é restabelecer o fornecimento de energia elétrica no Hospital Central de San Juan.

"Não temos recursos para manter todos os hospitais de Porto Rico", admitiu ele, depois de dizer que os atendimentos estão se concentrando na unidade que atualmente está sem luz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos