PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Partido Nacional vence eleições da Nova Zelândia por maioria simples

23/09/2017 09h36

Sydney (Austrália), 23 set (EFE).- O Partido Nacional venceu neste sábado as eleições da Nova Zelândia, mas com uma maioria insuficiente para formar governo sem alianças, de acordo com os resultados preliminares divulgados pela Comissão Eleitoral.

Com 99% dos votos apurados, o partido do atual primeiro-ministro, o conservador Bill English, obteve 46,1% dos votos, o que representa 58 das 120 cadeiras do parlamento. O Partido Trabalhista ficou com 35,8%, com 45 vagas no legislativo.

O partido New Zealand First, que defende políticas anti-imigração, ficou com a terceira posição, com 7,5% dos votos - nove cadeiras no parlamento -, e será decisivo para a formação do governo do país.

O Partido Verde, mais próximo aos trabalhistas, registrou 5,8% dos votos, com uma projeção de sete cadeiras. Por fim, o ACT New Zeland teve 0,5% dos votos e deve ter um único deputado.

"Esses resultados mostram que nem nós nem o Partido Trabalhista poderão formar governo sozinhos", admitiu English aos correligionários em um discurso em Auckland, onde antecipou que já começará a negociar possíveis alianças.

A líder do Partido Trabalhista, Jacinda Ardern, disse aos seus eleitores que já ligou para English para reconhecer que o adversário obteve a maioria dos votos, mas ressaltou que o resultado final será decidido pelo complicado sistema proporcional de votos.

"Simplesmente não posso prever agora que decisão tomarão os outros líderes", disse Ardern, sem citar o líder do New Zealand First, Wiston Peters, e possíveis alianças para formar governo.

Desde que a Nova Zelândia adotou o sistema misto de candidatos com listas fechadas em 1996, nenhum partido conseguiu maioria absoluta no parlamento para formar governo.

Internacional