Iraque executa 42 condenados por atos de terrorismo

Bagdá, 25 set (EFE).- O Iraque executou nesta segunda-feira 42 pessoas condenadas no país por atos de terrorismo, sequestro, assassinato de membros das forças de segurança e explosão de artefatos e carros-bomba, entre outras acusações, segundo informou o Ministério de Justiça iraquiano.

Em um comunicado, o departamento argumenta que isso "responde ao compromisso do ministro de Justiça, Haidar al Zambi, de efetuar as sentenças de morte após sua ratificação pela Procuradoria Geral" iraquiana no menor tempo possível.

As execuções aconteceram hoje na cidade de Nassíria, 350 quilômetros ao sul de Bagdá, depois que as autoridades penitenciárias receberam a notificação da procuradoria na terça-feira passada, detalha a nota.

O comunicado acrescenta que a aplicação da pena foi acompanhada por "famílias de vítimas do terrorismo que perderam parentes (pela violência), entre eles no atentado de Nassíria", no qual morreram mais de 80 pessoas.

No último dia 14 de setembro, a cidade e seus arredores foram palco de uma série de ataques reivindicados pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e que tiveram como alvo a população xiita, maioritária nesta região.

O Iraque se encontra imerso em uma luta contra os jihadistas, que ocuparam amplas partes do país em 2014, das quais já perderam a maioria, ainda que sigam realizando ações sangrentas em vários pontos do território.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos