PUBLICIDADE
Topo

Internacional

ONU estima que 480 mil refugiados rohingyas chegaram a Bangladesh

26/09/2017 11h22

Daca, 26 set (EFE).- O escritório da ONU em Bangladesh afirmou nesta terça-feira que 480 mil membros da minoria muçulmana dos rohingyas chegaram ao país após fugir da violência em Mianmar no último mês, quase 50 mil a mais do que o registrado há dois dias.

O Grupo de Coordenação Intersetorial da ONU indicou no relatório de hoje que o aumento do número se deve às 35 mil pessoas que não tinham sido incluídas no relatório anterior e também as outras que cruzaram a fronteira nas últimas horas.

Apesar da queda no fluxo registrado entre 21 e 24 de setembro, a ONU observou que "muitas centenas de pessoas" chegaram a Bangladesh nos últimos dois dias.

Os refugiados que estão em "assentamentos espontâneos" são 201 mil. Outros 190 mil estão em acampamentos pré-existentes, cerca de 42 mil a mais do que o relatório anterior. Além disso, 89 mil rohingyas estão em comunidades de acolhida.

"O movimento interno continua para a nova expansão do acampamento de Kutupalong, onde novos refúgios estão sendo construídos pelos rohingyas, o que aumentou a densidade nessa região", explicou a ONU.

O Alto Comissariado da ONU para os Refugiados alertou ontem que a situação dos rohingyas instalados em Bangladesh é "desesperadora" e pode piorar se não houver a chegada de mais ajuda humanitária.

O êxodo dos rohingyas começou no último dia 25 de agosto, quando ocorreu um ataque por parte de um grupo insurgente da minoria muçulmana contra os postos policiais.

Em resposta, o Exército de Mianmar lançou uma campanha militar que foi considerada pela ONU como uma "limpeza étnica".

Internacional