PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Prefeita de San Juan rebate Trump e diz que meta em Porto Rico é salvar vidas

30/09/2017 14h37

San Juan, 30 set (EFE).- A prefeita de San Juan, Carmen Yulín Cruz, declarou neste sábado que a única "meta" de Porto Rico após a passagem do furacão Maria há dez dias é "salvar vidas" e que não é possível se distrair com mais nada, em uma clara resposta ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que a criticou por exercer uma "pobre liderança".

Por meio da rede social Twitter, Trump apontou que Cruz "foi muito elogiosa há uns dias", mas que agora os democratas "a disseram para ser desagradável".

"Que liderança mais pobre por parte da prefeita de San Juan e de outros em Porto Rico que não conseguem fazer com que os seus trabalhadores ajudem. Querem que (os outros) façam tudo quando deveria ser um esforço de toda a comunidade. Há 10 mil trabalhadores federais na ilha fazendo um trabalho fantástico", continuou Trump.

Em sucessivas mensagens na rede social, o republicano lembrou que além de não haver muitas estradas transitáveis, quase não há luz nem telecomunicações em Porto Rico após o furacão.

Trump também ressaltou que irá na próxima terça-feira a Porto Rico com a esposa, Melania, e criticou a cobertura feita pelas emissoras de televisão americanas "CNN" e "NBC" sobre o trabalho dos serviços de emergência federal na ilha.

Cruz declarou através de sua conta oficial no Twitter que "a meta é só uma: salvar vidas": "Não podemos nos distrair com mais nada", comentou.

Internacional