Comitê Eleitoral russo rejeita candidatura de Alexei Navalny à presidência

Moscou, 25 dez (EFE).- O Comitê Eleitoral Central (CEC) da Rússia rejeitou nesta segunda-feira o registro do líder opositor, Alexei Navalny, como candidato às eleições presidenciais no país em março de 2018.

As autoridades eleitorais russas explicaram que a candidatura de Navalny não é válida porque o político não tem "direito ao sufrágio passivo" (ser eleito) por falta um atestado de antecedentes criminais. A decisão foi apoiada por 12 membros do CEC, de acordo com a imprensa locais.

Navalny, por sua vez, prometeu recorrer da decisão no Tribunal Constitucional, "apesar de estar consciente de que faz parte de um mesmo sistema".

Ontem, o líder opositor mobilizou milhares de seguidores em 20 cidades do país para ser nomeado ao pleito de março como candidato independente. Para atingir a nomeação, conforme a lei eleitoral da Rússia, os aspirantes precisam reunir pelo menos 500 eleitores que manifestem apoio à sua candidatura.

Anteriormente, o político explicou a decisão de organizar 20 atos em vez de um por conta do receio de que as autoridades impedissem a realização do evento em algumas cidades.

Em Moscou, a nomeação do opositor foi apoiada por 742 eleitores. Além disso, foram realizados atos em São Petersburgo, Ecaterimburgo, Omsk, Samara e Perm, entre outras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos