Forças conservadoras vencem eleições na República Turca do Norte do Chipre

Nicósia, 8 jan (EFE).- O nacionalista Partido de Unidade Nacional (UBP), do primeiro-ministro Hüseyin Ozgürgün, foi o claro vencedor nas eleições legislativas realizadas no domingo na autoproclamada República Turca do Norte do Chipre (RTNC), mas necessitará de vários aliados para formar Governo.

Segundo os dados provisórios publicados nesta segunda-feira pela Comissão Eleitoral, o conservador UBP obteve 35,58% dos votos e 21 das 50 cadeiras do Parlamento.

Em segundo lugar ficou o Partido Republicano Turco (CTP), de corte social-democrata e pró-europeu e vencedor das eleições de 2013, que atingiu 20,92% e 12 cadeiras.

No total, conseguiram superar a barreira parlamentar de 5% seis dos oito partidos que concorriam, dois a mais do que nas eleições de 2013.

Em terceiro lugar ficou o Partido do Povo (HP), com 17,08% e nove cadeiras, criado somente há dois anos como partido anticorrupção e dirigido por Kudret Özersay, um ex-negociador do processo de paz, que entra assim com força pela primeira vez no Parlamento.

Em quarto aparece o social-democrata Partido para a Democracia Comunal (TDP), já presente no Parlamento atual, que obteve 8,64% e três deputados.

O até agora parceiro de Governo, o também conservador Partido Democrático (DP), liderado por Serdar Denktash - filho do ex-dirigente nacionalista e fundador da RTCN, Rauf Denkatsh, atingiu 7,84% e três deputados.

Finalmente, o Partido do Renascimento (YDP), uma formação nacionalista que representa os colonizadores de origem turca, criado em 2016, apareceu com 7% dos votos e duas cadeiras.

A participação eleitoral foi de cerca de 66,2%, abaixo das eleições de 2013.

Perante estes resultados, surgem como opções um governo tripartido entre os atuais governantes, UBP e DP, que deveriam se somar ao YDP.

Como alternativa poderia haver uma grande coalizão entre conservadores e sociais-democratas, um modelo que os segundos rejeitaram durante a campanha.

Nas negociações para a unificação do Chipre, as formações sociais-democratas defendem uma solução federalista, enquanto os conservadores são partidários da criação de dois Estados que operem em igualdade de condições.

Uma aliança conservadora suporia, segundo os analistas, um obstáculo adicional ao processo negociador.

Cerca de 200 mil pessoas foram chamadas para escolher os 50 deputados para a câmara de um estado reconhecido unicamente pela Turquia.

A RTNC é um Estado de fato, produto da ocupação de parte norte da ilha por parte de tropas turcas em 1974.

Legalmente, todo o território da ilha é membro da União Europeia, mas a aplicação do acervo comunitário no norte está suspenso enquanto não o conflito entre ambas comunidades não for solucionado. EFE

ate-ih/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos